Você sabe quais são as diferenças entre lote e terreno?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Você sabe quais são as diferenças entre lote e terreno?

O mercado de imóveis oferece muitas opções para quem pretende construir uma casa nova ou um empreendimento para fim comercial, como os lotes e terrenos. No entanto, quando começa a pesquisa pelo espaço ideal, é comum as pessoas confundirem esses dois termos.

Sendo assim, no decorrer deste conteúdo, serão apresentadas e explicadas algumas das principais diferenças entre estes dois termos.

Entenda o que é considerado lote e o que é um terreno

Em primeiro lugar, vamos falar sobre o lote. Lote é uma divisão de um terreno e o terreno, propriamente dito, é um espaço de terra rural ou urbano, destinado à construção de imóveis.

Assim sendo, o espaço em questão, pode ser vendido por inteiro ou dividido em partes para a construção de condomínios residenciais, por exemplo. Neste caso, esses pedaços de terra que geralmente são do mesmo tamanho, são reconhecidos como lotes.

Contudo, existe ainda uma terceira definição que se chama “gleba”. Gleba é um espaço de terra bruta, que não possui adequação devida com relação às leis brasileiras, e a falta de regulamentação é a principal diferença entre os termos gleba e lote.

Portanto, quando o espaço de terra dispõe de infraestrutura básica e está dentro de todas as conformidades das leis da região e do país, chamamos de lote.

Como são para fins diferentes de imóveis, um lote e um terreno podem variar bastante o valor, levando em conta que são vendidos separadamente.

Como transformar loteamentos em lotes

Há, também, alguns proprietários que optam por dividir grandes espaços em loteamentos e, depois, atribuir um preço para cada um e, neste caso, o valor final será maior do que a venda do local inteiro.

Para transformar um terreno em uma sequência de lotes, é necessário seguir algumas regras. De acordo com uma lei federal, para dividir um terreno, é preciso que a medida final do espaço seja de, no mínimo, 125 metros quadrados, além de ter:

– 5% desse tamanho destinado a obras públicas;

– 10% para sistemas de calçadas, avenidas e ruas;

– 20% para lazer.

Sendo assim, ter compromisso com a lei é um ponto fundamental para que tal espaço seja comercializado. Na UNICOS, não perdemos isso de vista e todos os nossos lotes tem no mínimo 200m².

Investimento em lotes

Portanto, o fato do terreno ser uma subdivisão de terras em pedaços menores, faz com que o valor para a compra de um lote ser mais acessível. Além disso, a liberdade e a segurança são pontos levados em conta para fazer o investimento.

Além disso, outro motivo pelo qual as pessoas investem na compra de lotes, é a economia. Pois por mais que o país passe por crises financeiras, instabilidades na bolsa de valores ou queda em investimentos, os lotes não desvalorizam. Por isso, são considerados uma das melhores aplicações financeiras no mercado imobiliário.

A aquisição de um lote abre um leque de oportunidades de como utilizá-lo

Independente do plano futuro para a terra, seja a venda, troca, construção ou simplesmente a aquisição e espera pela valorização do bem, as melhorias de infraestrutura nas localidades próximas do lote aumentam o valor do imóvel no setor imobiliário e, neste contexto, o imóvel construído no lote nunca sofrerá depreciação, como por exemplo:

– Asfalto;

– Construção de escolas;

– Unidades de saúde;

– Supermercados;

– Bancos;

– Pontos turísticos;

– Entre outros.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe semanalmente o blog da UNICOS e fique por dentro de mais notícias assim. Ou, se preferir, você pode conversar diretamente com um especialista pelo WhatsApp pra falar sobre os terrenos disponíveis em todos os nossos loteamentos. Aproveite!

Deixe um comentário

Cadastre seu email e receba informativos